Compartilhe!

Oficina Fernando Mendes – 2ª Edição

4 dias / 22 h

Fabrique/ Av. Polônia 1073, São Geraldo – Porto Alegre

O arquiteto e designer carioca Fernando Mendes de Almeida volta a Porto Alegre no Fabrique em uma oficina que mescla uma aula sobre mobiliário contemporâneo e técnicas de marcenaria tradicional. E o resultado você leva para casa, um móvel exclusivo projetado por esse grande designer e feito por você.

Serão 3 dias de imersão na arte da marcenaria onde o participante terá um aprendizado básico na operação de ferramentas manuais e elétricas. Realizando uma peça com o famoso encaixe de espiga com cunha que permite a peça ser desmontada, além de outros encaixes estruturais. Inspirado pelas bancadas de marceneiro, as quais Fernando tem um imenso conhecimento e apreço, o produto que será realizado é um mini aparador exclusivo desenhado por Fernando e cada participante leva o seu:
Medidas: 100x30x80 CxLxA,

Na quinta-feira, 08/06 às 19h30 haverá um bate-papo de Fernando com público, cujo tema será sua trajetória e carreira.
Local: Rua João Berutti, 108.

Fernando Mendes de Almeida, cursou Desenho Industrial na Escola de Belas Artes da UFRJ e Arquitetura e Urbanismo nas Faculdades Integradas Bennett , começando o que ele chama de “uma marcenaria de verdade” com o que tinha em casa: um mínimo de ferramentas, uma máquina ou outra. Começou a ler livros sobre o assunto e passou a encomendar livros sobre marcenaria na internet e foi lendo um atrás do outro, sobretudo os americanos. No começo, fazia várias peças em casa, como berços, painéis, mas era ainda um hobby.

Um dia toda essa leitura fez sentido. Começou a fabricar na sua pequena oficina peças para Sergio Rodrigues. A primeira foi uma banqueta Moleca, uma versão desmontável da poltrona Mole. E foi pegando pedidos e fabricando os móveis.
Depois de algum tempo fazendo muitos projetos e acompanhando obras, Fernando percebeu que o momento em que se despedia do cliente era aquele que mais o interessava. Claro, era onde começava o trabalho de marcenaria e mobiliário. Fernando entendeu que até então vinha investindo no “momento” errado.

Agora, mais que nunca, com a nova parceria com Sergio Rodrigues, Fernando Mendes põe em prática o seu sonho de “criar e fazer”. “Para mim há uma ligação indissociável entre o criar e o fazer. Na nossa cultura, em geral, a criação tem um status mais elevado, e o trabalho manufaturado é coisa de segunda categoria. Em O Artífice, de Richard Sennett, ele desmonta essa idéia de que se tem uma coisa sobre a outra. Diz que é uma idéia equivocada. A inteligência muitas vezes é construída pelo uso das mãos porque desenvolve o cérebro, os sistemas, o pensamento.”

Para Fernando o conhecimento de como fazer é parte de saber projetar. “Se um dia eu fizer uma peça de ferro, vou ter que visitar uma serralheria para saber como se corta, como se dobra, qual máquina será usada, etc. Às vezes o sujeito pensa a parte plástica, mas não sabe como é fabricada a peça, então, a solução de encaixe, de proporção, pode ser equivocada. Se você pegar o braço de uma cadeira Oscar, que é super delicada, cheia de nuances, de cor, de relevo, de entalhe, tem toda uma complexidade de marcenaria… Quem sabe fazer consegue imaginar como aquilo vai se desenvolver em cada máquina.”

O garoto que um dia se encantou com o desenho e o dom de Sergio Rodrigues, hoje, mergulhado nas formas e possibilidades da madeira, criou seu próprio estilo baseado, sobretudo, no talento de designer e na paixão pelo ofício que compartilha com o mestre.”
Regina Zappa, jornalista carioca

Fernando Mendes também é presidente do Instituto Sergio Rodrigues que organiza documentos, plantas, croquis, fotografias e correspondências de Sérgio Rodrigues, tendo já catalogado mais de 25 mil itens do mestre do design.

Fique por dentro!



Tire suas dúvidas!

Nome
Email
Qual oficina?
Dúvida